Brincadeira de Criança


“Pulando Corda”

Pular corda parece simples; no começo é devagar! Então pula, a corda passa e pões os pés chão, pula e põe os pés no chão, pula e põe os pés no chão.Tem que saber bem a hora de pular e a hora de por os pés no chão. Depois a corda acelera, quase nem se pode ver ela passando pelo os seus pés, mas você sabe a hora que passou. Então põe os pés no chão e se prepara para pular de novo. Tudo bem rápido que você nem se da conta de quantas vezes pulou e de quantas vezes pôs os pés no chão.
Até que a corda resolve inverter o lado, resolve descansar, ou por fim você caiu e saiu da brincadeira!

A vida é assim!

Etapas e tapas, uma hora em cima e outra em baixo, mas o importante é saber a hora de pular e a hora de por os pés no chão para conseguir vencer as etapas sem os tapas... =]




By May

11 idéias novas!:

Anônimo disse...
12 de agosto de 2008 17:27

Gosto das suas comparações, aplicações... Do seu jeito maduro de ver a vida. A idade nos ajuda a saber lidar com os altos e baixos, essas ocilações nos trazem maturidade. De tudo podemos tirar lições. Continue firme no Mestre. Abraços... Quézia Moraes www.minhasconfissoes.wordpress.com

Bruna disse...
12 de agosto de 2008 17:48

Legal isso...
realmente a vida é feita desse ciclo de "pular e por o pé no chão" rsrs
e o que faz a diferença mesmo é saber a hora certa para cada um desses momentos...

BjoS!!

bless disse...
13 de agosto de 2008 11:42

Concentração e excelência em tudo que fizermos.Que nada seja feito relaxadamente diz o Senhor!
Cair,não é gostoso e rala o joelho...hahahaha
Quantas marcas temos em nossos joelhos?Muito boa tua comparação irmã.
Daniela

Rosângela Linhares disse...
13 de agosto de 2008 13:23

HAHAHAHA! QUANDO EU PULO CORDA NO OUTRO DIA LEVANTO TODA DOLORIDA. LEGAL ESSA SUA COMPARAÇÃO. VC SABE QUE A QUÉZIA É MINHA FILHA? BJINHOS.

Viviana disse...
13 de agosto de 2008 16:00

Olá May,

Muito interessante este seu post.

Quando eu era criança todo o mundo saltava a corda.

E alguns com tanta agilidade!

As minhas netas hoje, de vez em quando lá saltam um pouco.

Mas o meu filho Zé de 26 anos salta a corda habitualmente como exercício físico, para manter a forma.

Tenha um tranquilo entardecer.

Um abraço
Viviana

Kilik disse...
13 de agosto de 2008 21:18

muito obrigada por ir la no blog
estarei a partir de hoje mais perto do meu blog!
e seus comentários são muito bem vindos!!!
ok
com respeito a sua postagem:
bem acho q crescer é tão bom quanto tão ruim...quando era mais nova oulei minha adolescência e hoje sinto falta dessa vivência que não possui!!!!
mas e como a Bruna disse: "e o que faz a diferença mesmo é saber a hora certa para cada um desses momentos..."
gostei do post

Bia disse...
13 de agosto de 2008 21:37

Muitíssimo lindo o seu blog e de textos claros e enriquecedores... Mas nem sempre eu acerto o ritmo da corda viu, tropeço, caio...

Bia - Deus e a Menina

The Pescador disse...
14 de agosto de 2008 09:05

rsrs gostei da analogia tem hora de pular e tem hora de por o pé no chão =]
Deus abençoe

Ecclesiae Dei disse...
14 de agosto de 2008 09:29

ótimo blog, excelente post.
Gostei muito.
Abraços

raphael disse...
17 de agosto de 2008 11:21

heheh...

Todo dia temos que pular essa corda...

Muito legal maninha...

Abração bem forte !!!

Fica com o Rei !!!

Catarina Ferreira disse...
19 de agosto de 2008 21:46

amei!
dá pra ver q a sabedoria está em coisas simples da vida!
felizes são aqueles q conseguem enxergar não é?
bjs!!!!!!!!!

Volver al inicio Volver arriba Incansável Sentinela. Theme ligneous by pure-essence.net. Bloggerized by Chica Blogger.